Morse News

Picpay compra GuiaBolso & Snapchat pisa no acelerador

Published

on

/What’s Up?O que agitou os últimos dias em nosso mercado

1/ PicPay compra Guiabolso com foco em marketplaceO Picpay comprou a fintech com foco em utilizar a base de informações e tecnologia do Guiabolso para o aplicativo de pagamentos e de open banking. Essa foi a primeira grande transação do país motivada pelo open banking, segundo o Neofeed, a operação girou entre R$ 150 milhões e R$ 200 milhões. A aquisição vai ajudar o Picpay ampliar sua base de clientes que já conta com mais de 55 milhões de usuários e que aproveita de um cenário propício de cliente em busca de soluções digitais de pagamento. Além disso, deve aumentar a velocidade do PicPay na consolidação de seu marketplace de serviços financeiros.

2/ TikTok vs Kwai brigam por mercado brasileiroEssa é para quem acha que o TikTok, com toda sua popularidade, não possui um concorrente direto. Apesar dos aplicativos estarem se adaptando para trazer para suas plataformas vídeos mais curtos e buscando se aproximar da gigante chinesa, temos um concorrente direto travando uma disputa de usuários com o TikTok, que é o Kwai. E essa guerra de popularidade está aquecida no Brasil, onde o Kwai já acumula 34,7 milhões de usuários ativos, sendo o segundo mercado da empresa. A diferença dos aplicativos é que a Kwai dá recompensas em dinheiro para seus usuários na medida que eles assistem videos, fazem login diários e publicam vídeos de boa qualidade. O TikTok está seguindo esse movimento ressaltando campanhas de ofertas em dinheiro no seu app e segue buscando outros serviços como o Spark Ads.

3/ Snapchat está crescendo rápido e pode ser uma ameaça a outras redes sociaisO Snapchat deve ter ouvido os murmurinhos acerca da sua popularidade e ultimamente resolveu dar a volta por cima em sua audiência. O Snap está de volta e crescendo mais do que em 2017, época que se tornou público. O app teve 13 milhões de usuários diários no segundo trimestre, representando um aumento de 23% comparado ao ano passado. Se surgiu uma curiosidade de números atual com seu lançamento: 293 milhões de pessoas usam o Snap todos os dias e na sua época de lançamento eram 173 milhões. Esse é o momento para as outras redes sociais abrirem o olho porque a receita do Snap cresceu 116%, com um crescimento mais rápido que o Twitter e o Facebook.


/Following UpNovidades dos assuntos que já temos acompanhado por aqui

4/ YouTube testa compras em transmissão ao vivo Youtube está testando uma nova modalidade que permite que os usuários comprem produtos diretamente de vídeos transmitidos ao vivo. Calma, não serão todos os vídeos que terão esse serviço, ele estará disponível apenas em vídeo sob demanda e os “vendedores” seriam pessoas com credibilidade, ou seja, apenas para criadores confiáveis. O Youtube já introduziu um serviço semelhante que foi a estante de produtos e essas movimentações da marca permitem que ela concorra melhor com o Facebook, Instagram, Snapchat, Amazon, entre outras.

5/ Spotify e Giphy fazem parceria para conectar GIFs e músicasO Spotify se juntou com a GIPHY para permitir a descoberta de novas músicas por meio do GIFs e a ideia é ter os GIFs dos artistas com um botão que vincula ao Spotify. Essa nova ação seria também uma forma de ajudar na divulgação dos artistas e na descoberta de novos gêneros musicais. Esse é o primeiro passo da parceria que prevê trazer uma experiência de audição mais interativa. Já falamos aqui no Morse, que a GIPHY foi comprada pelo Facebook e que o Spotify já se uniu em um projeto com o Facebook, mas a questão é: qual será o próximo passo dessa parceria? Alguém quer fazer sua aposta do Betting Up?


/Betting UpNotícias que não saíram mas que, por nossas análises, apostamos que devem acontecer em breve

6/ Onlyfans poderia lançar pacote de assinaturasNão é de hoje, e nem desse ano, que falamos aqui sobre o movimento de plataformas de conteúdo criando soluções para monetizar os “creators”. Onlyfans se despontou nesse sentido, depois Twitter, Tiktok, Spotify e mais recentemente Facebook anunciaram seus movimentos. Porém, todos focados no modelo de PPC (pay per creator, ou, pay per content), com isso, no Onlyfans por exemplo, você paga por cada produtor de conteúdo que quiser seguir, numa conta que pode ficar muito cara se for seguir vários, o que gera um alto turnover de pessoas que deixam de assinar um para começar a assinar outro. Nesse sentido, devemos ver em breve o modelo Netflix chegando à plataformas de conteúdo social pago, com pacotes por tipo de conteúdo, segmento, e até “coletivos” de Creators criando pacotes em conjunto. Boa oportunidade para marcas querendo “empacotar” conteúdos relacionados aos seus produtos.


/Coming UpRadar do Morse sobre novas tendências, produtos e serviços

7/ Em parceria com o Google, Verizon adere ao RCSA Verizon aderiu ao RCS em parceria com o Google. Com essa entrada, as três maiores operadoras dos EUA já utilizam a tecnologia, conhecida como uma evolução do SMS. A partir do ano que vem os smartphones vendidos pela Verizon virão com o aplicativo Messages, do Google. Vale lembrar que outras empresas já haviam firmado acordos iguais com o Google, como é o caso da – T-Mobile e AT&T. Pensando no Brasil, temos todas as quatro grandes operadoras usando o RCS e também um modelo de negócios para a cobrança no A2P.

8/ TikTok aposta na publicidade móvel e lança Spark AdsO TikTok que estava testando formas de conectar empresas e pessoas agora tenta um novo segmento: a publicidade móvel. Ainda no modelo TikTok For Business o novo serviço “Spark Ads” busca iniciar conversas e incentivar interações entre marcas, criadores e comunidade. A plataforma permite que empresas amplifiquem vídeos orgânicos já existentes que se encaixam em seus objetivos de campanha como views e conversões com maior flexibilidade e eficiência. A ideia aqui é dar às marcas espaço para construir uma estratégia de conteúdo fortalecendo seus vídeos criativos originais.

9/ Americanas lança aplicativo de delivery Americanas lançou o aplicativo Americanas Delivery, a proposta da nova plataforma é ter entregas ultra rápidas, com tempo médio de 30 minutos. Falamos na semana passada sobre o Quip, uma Joint Venture dos restaurantes para delivery e temos a Americanas sendo a nova concorrente se juntando no segmento, o único diferencial é que a Americanas Delivery vai ter opções de entregas de produtos que não estarão em sua lista definida, ficando mais próxima do que o Rappi faz atualmente. A B2W, está envolvida no negócio e irá fornecer itens de conveniência variados, enquanto a Americanas usará a capilaridade de sua rede de 1,7 mil lojas contando com seus hubs urbanos.

10/ Peloton está de olho nos games!A dona de aparelhos de exercício inteligentes está estudando entrar numa outra modalidade: a de games. A ideia é que os pedais da sua bicicleta ergométrica sejam o controle do jogo. Já comentamos por aqui sobre a Peloton antes, sempre como um exemplo de empresa que conseguiu aliar serviços a hardware para aumentar o tempo do usuário em sua plataforma. O game, a nosso ver, é só mais uma forma de ampliar esse LTV. E aqui poderia caber um Betting Up: vocês imaginam a Microsoft comprando a Peloton para criar um espaço integrado com o Xbox?


/Fighting UpUpdate dos movimentos das big techs, concorrentes e reguladores na briga por dados, audiências e capacidade de monetização

11/ Facebook leva jogos em nuvem ao IOS por meio de aplicativo na webO Facebook está dando uma de Epic Games. A rede social está levando seu serviço de jogos em nuvem para Iphones e Ipads. Um aplicativo da web será o canal para os usuários poderem adicionar jogos em seu celular como um aplicativo nativo. Isso é parecido com o que a Amazon e a Microsoft fizeram lançando os Progressive Web Apps, ou PWAs, para seus respectivos serviços de jogos em nuvem para contornar a App Store. Apesar do passo que o Facebook está dando e mesmo encontrando uma solução para colocar seus jogos em nuvem no IOS, ainda existem grandes limitações impostas pelo navegador Safari da Apple nos jogos da web.


/Cashing UpDeals que movimentam o mercado

12/ Taboola compra Connexity por US$ 800 milhões Momentos de grandes passos para a Taboola, falamos sobre o IPO da empresa e não deu nem tempo de processar essa informação e temos outra movimentação, dessa vez foi a aquisição da Connexity, rede de marketing de comércio eletrônico por US$ 800 milhões (em uma combinação de dinheiro e ações). Essa nova aquisição vai expandir seu alcance no e-commerce e é uma maneira de obter receitas e encontrar novos clientes sem vender dados, o que pode ser um alerta para o Google, o Facebook e a Amazon se preocuparem.

13/ AT&T pode vender XandrA notícia vem da Axios: a operadora norte-americana está em discussão para vender a sua ária de adtech para a InMobi. Segundo a Axios, a operação poderia avaliar a Xandr, que foi criada a partir da compra da AppNexus (por US$ 1,6 bilhão diga-se de passagem), em US$ 1 bilhão.

14/ América Latina bate recorde em investimentos para startups A América Latina bateu recorde em investimentos para startups em um semestre, totalizando US$ 6 bilhões. Esse valor, estimado pela LAVCA representa um aumento de 51% em relação ao ano passado. Dividido pelos investimentos late-stage, Seed e early stage temos no ranking de maiores transações: Nubank, Kavak, Loft e o Quinto Andar. No relatório da CB Insights o investimento é mais positivo, estimando cerca de US$ 7 bilhões só no segundo trimestre de 2021 e avaliando o semestre um montante de US$ 9,3 bilhões. A análise conserva as empresas apresentadas pela LAVCA e inclui o C6 Bank, Ebanx e a Block One entre as melhores 5 transações na América Latina.

15/ Cobli, startup de gestão de frotas recebe investimento de R$ 175 milhõesA startup Cobli, plataforma de gestão de frotas, recebeu um investimento de R$ 175 milhões em rodada da série B liderada pelo SoftBank. Outros participantes da rodada foram a Qualcomm Ventures e os fundos NXTP Ventures, Fifth Wall e Valor Capital, que já eram investidores da empresa na série A. O investimento levantado vai ser destinado para tratamento de dados e no aceleramento de tecnologia da empresa.

16/ Startup de dark stores e delivery recebe aporte de US$ 170 milhões Brasileira Daki foi criada em janeiro deste ano e promete entregar pedidos de itens de supermercado em até 15 minutos, sem a cobrança de frete. No momento, a plataforma está operando apenas na cidade de São Paulo, atendendo 20 bairros da capital paulista. Para cumprir esse prazo de delivery, mantém mais de 10 dark stores – centros de distribuição exclusivos para estoque e empacotamento de pedidos – distribuídos pelo município. O aporte foi liderado pelos fundos de venture capital Tiger Global, GGV e Balderton. Monashees, Kaszek, HV, Activant, Greycroft e FJ Labs também participaram do investimento.

17/ Rappi recebe aporte de US$ 500 milhões A Rappi recebeu um investimento de mais de US$ 500 milhões em rodada da série F, subindo seu valor de mercado para US$ 5,25 bilhões. A rodada foi liderada pelo T.Rowe Price e contou com investimentos de Baillie Gifford, Third Point, GIC, SoftBank, DST Global,Y Combinator, Andreeseen Horowitz e Sequoia Capital.

18/ Empresa brasileira levanta R$1 bilhão em IPO na NasdaqA Zenvia empresa de serviços móveis e plataforma de comunicação levantou R$1bilhão em seu IPO na Nasdaq. O valor captado se divide entre US$150 milhões de compradores individuais e os outros US$50 milhões recebidos pela americana Twilio. Apesar da sua estreia não ter sido muito positiva, falando de ações, o valor levantado na sua abertura de capital e a entrada da Twilio como sócia, são pontos positivos para a Zenvia. A empresa teve um crescimento de 28% comparado ao ano passado e receita líquida de R$492,5 milhões.

Continue Reading

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

300x250

Posts recentes

Categorias

Trending

Copyright © 2021 Morse News