News

Microsoft planeja construir sua loja de games & Google lança recurso para que usuários gerenciem anúncios

Geração Z é a que mais ouve podcasts, segundo o Spotify

Published

on

/What´s Up?

O que agitou os últimos dias em nosso mercado

01/ Google lança recurso ‘Minha Central de Anúncios’ que permite aos usuários controlar o tipo de publicidade que deseja receber 

A empresa informou que criou a central para que as pessoas tenham mais autonomia sobre a própria experiência com a publicidade. Com isso, o usuário pode escolher os assuntos que mais lhe interessam. Além disso, a ferramenta, lançada no mundo todo, possibilita o bloqueio de anúncios indesejados. O usuário logado na conta Google pode clicar em anúncio específico e escolher se quer ver menos aquele tipo de publicidade. Outra opção é desligar a personalização. No entanto, ao optar por isso, seguirá recebendo anúncios. Talvez, com menor relevância.

02/ Elon Musk disse a potenciais investidores que planeja eliminar quase 75% da equipe do Twitter como parte de seu acordo para assumir a empresa 

Os cortes de profissionais são esperados nos próximos meses, independentemente de quem será o dono da empresa, de acordo com o relatório do Washington Post, que citou entrevistas e documentos. A notícia dos planos de Musk, caso ele assuma o negócio, chega em um momento difícil para o Twitter. A empresa disse em Julho que já “diminuiu significativamente as contratações” em meio a uma desaceleração econômica mais ampla no setor de tecnologia, onde muitas empresas anunciaram recentes congelamentos nas contratações e demissões. Na noite de quinta-feira (20), a Bloomberg informou que um memorando interno circulado pelo Twitter dizia que “não havia planos para demissões em toda a empresa”.

03/ Uma ação coletiva de £ 900 milhões contra a Amazon acusa a empresa de direcionar os clientes para “ofertas” que beneficiam o varejista online, mas não são bons negócios para os usuários

A ação alega que a Amazon utiliza “truques” de design para manipular a escolha do consumidor e direcionar os clientes para a oferta em destaque em sua Buy Box, recurso que promove artificialmente alguns itens acima dos demais em resposta a pesquisas de usuários. Longe de ser uma recomendação baseada em preço ou qualidade, a Buy Box privilegia produtos vendidos pela própria Amazon, ou por varejistas que pagam à Amazon para cuidar de sua logística. A alegação argumenta que esse tratamento preferencial resulta na obtenção de taxas mais altas pela Amazon, mas oculta ofertas mais baratas ou melhores opções de entrega dos clientes, violando os requisitos de concorrência da empresa como um “mercado dominante”.  Um representante da Amazon afirma que a alegação não tem mérito e a empresa está confiante de que ficará claro através do processo legal. 

/Following Up

Aquelas notícias que merecem um retorno 

04/ Instagram anuncia oficialmente o recurso ‘Creator Portfolio’, modelo de mídia kit de creators diretamente na plataforma 

O Instagram anunciou oficialmente sua próxima opção ‘Creator Portfolio’, que permitirá que os criadores criem o que é essencialmente um pacote do tipo kit de mídia, a fim de mostrar o alcance do público, bem como trabalhos já realizados pelo creator. O Instagram está trabalhando duro para aumentar seu apelo ao talento criativo, em um esforço para impedir que suas principais estrelas migrem para o TikTok ou o YouTube. Não está confirmada uma data de lançamento, mas em breve todos os usuários terão acesso ao novo recurso. 

05/ Geração Z é a que mais ouve podcasts, segundo o Spotify. Grupo consome o formato duas vezes mais que as demais faixas etárias

A empresa de streaming de áudio aponta que a Geração tem a característica da curiosidade e está em busca constante por seu podcast favorito. O estudo mostra que a taxa de conclusão de episódios é diferente de acordo com o gênero. Contudo, os que tratam de temáticas como true crime e tecnologia tendem a registrar maiores índices de finalização. Ainda, a frequência é quatro vezes maior quando o assunto são os criadores preferidos do público. Nesse sentido, o Spotify alerta para a importância de cultivar os ouvintes fiéis.

/Coming Up

Radar do Morse sobre novas tendências, produtos e serviços

06/ A RaiaDrogasil (RD) anuncia a criação da RD Ads, sua vertical voltada a comercialização de publicidade digital

O novo negócio ocorre após a compra, em setembro, da startup de publicidade digital E-Loopz, criada em 2017 e que tinha a RD como cliente desde então. O investimento foi feito pela RD Ventures, plataforma de Corporate Venture Capital da RD. O objetivo é acelerar a expansão de telas que a rede possui em suas 1,7 mil farmácias, o que ultrapassa 10 mil equipamentos. Com esse negócio, a empresa relança sua divisão de Retail Media, especializada em comercialização de publicidade por empresas de varejo, que já operava desde 2017. Já falamos sobre o movimento da entrada de varejistas no mundo dos Ads neste Morse Trends.

07/ Google lista os desafios da inteligência artificial no Brasil, entre eles está a mão de obra qualificada e questão da diversidade

Iniciativa realizada por Google for Startups, Abstartups e Box 1824 se propõe a identificar o contexto do desenvolvimento da tecnologia. De acordo com a pesquisa, as soluções de Inteligência Artificial oferecidas pelas empresas no Brasil são em grande parte voltadas para o B2B e não para o consumidor final (B2C). Isso faz com que o tema não seja amplamente massificado e reconhecido pelos usuários na ponta, 33% das startups entrevistadas acreditam que a inexistência de uma cultura de dados limpos e organizados no Brasil é o que mais prejudica o crescimento da I.A. no país. A falta de mão de obra qualificada para trabalhar com tecnologia e desenvolver projetos de I.A. no país ainda é um desafio. Além disso, segundo o relatório, as empresas que desenvolvem Inteligência Artificial no Brasil ainda são muito homogêneas – seja no âmbito de distribuição regional ou no perfil do time fundador e pessoas colaboradoras, ou seja, não possuem tanta diversidade e equipes  multiculturais, pontos importantes para a inovação. 

08/ Instituto Terra, de Sebastião Salgado, cria NFTs para reflorestamento

O fotógrafo Sebastião Salgado passou a comercializar mais de 5 mil fotografias em formato de NFTs, tiradas ao longo de uma década de expedições à Amazônia. O lucro das vendas será revertido em atividades de reflorestamento da Mata Atlântica do Instituto Terra, uma ONG fundada por Sebastião Salgado e sua esposa Lélia Deluiz Wanick Salgado. As NFTs custarão em torno de US$ 250 (R$ 1331,30) e os compradores receberão uma das diversas fotos da coleção de acordo com o tema que elas foram agrupadas. Os temas são: Rios Voadores, Florestas, Povo Indígena Yanomami e outras mais. Além disso, as pessoas receberão convites para fazer parte da comunidade global do Instituto Terra no Discord, onde eles poderão discutir e incentivar o trabalho da organização. Quanto mais NFTs a pessoa adquirir, mais vantagens e benefícios ela terá dentro da comunidade. Este é mais um exemplo do que os NFTs podem gerar, falamos sobre o assunto aqui no Morse em ‘Muito além de uma arte’. 

/Gaming Up

Tendências, dados e notícias sobre o universo gamer para marcas. Projeto em parceria com a TripleA.Games

A Microsoft logo is displayed at the MWC (Mobile World Congress) in Barcelona on March 2, 2022. – The Mobile World Congress, where smartphone and telecoms companies show off their latest products and reveal their strategic visions, is expected to welcome more than 40,000 guests over its four-day run. (Photo by Josep LAGO / AFP)

09/ Microsoft planeja construir uma nova loja de games para competir com Google e Apple 

Em documento, a empresa descreve planos para uma “loja de jogos de próxima geração que opera em uma variedade de dispositivos, incluindo dispositivos móveis”, impulsionada pela adição de conteúdo da Activision Blizzard caso o acordo seja concluído. O documento afirma que a aquisição fornecerá à Microsoft “capacidades e conteúdo em dispositivos móveis, que atualmente não possuem”. A nova “Plataforma Xbox Mobile” está sendo projetada para competir com outras lojas móveis, incluindo a Apple App Store e o Google Play.

/Cashing Up

Deals que movimentaram o mercado

10/ Softbank vende sua participação no site de e-commerce THG e registra baixa contábil de US$ 514 milhões, em mais uma saída deficitária de seu portfólio

O Softbank segue firme na reestruturação de suas operações e no desinvestimento de ativos, depois de reportar um prejuízo recorde de US$ 23 bilhões no trimestre encerrado em 30 de junho. Quem sofreu dessa vez com a ordem de cortes de Masayoshi Son foi a THG, companhia britânica de e-commerce. O grupo de investimento japonês se desfez de toda a sua participação na empresa, adquirida em maio de 2021, por 481 milhões de libras (US$ 549,5 milhões). A venda provocou um impacto contábil negativo de 450 milhões de libras (US$ 514,1 milhões) para o Softbank, segundo o jornal Financial Times.

11/ Fundos captaram US$ 617 mi em 2022 para investir em startups no Brasil

Ao longo de 2022, o volume de recursos captados pelos gestores já soma US$ 617 milhões, segundo dados do Venture Pulse, da KPMG. O montante acumulado em 9 meses está em linha com o observado em 2021, quando foram US$ 782 milhões. “A liquidez permanece disponível”, diz Rodrigo Guedes, líder de assessoria em mercados de ações da KPMG no Brasil.  Na lista dos fundos que trouxeram novos recursos para seus cofres ao longo do ano estão nomes como Maya Capital, SaaSholic e a recém-criada Atman. Só a Headline, da XP, trouxe para casa quase R$ 1 bilhão.

12/ Galaxies quer fomentar empregabilidade gamer com aporte de R$ 4 milhões

De olho no potencial do mercado gamer no Brasil,  a startup Galaxies resolveu endereçar um crescente desafio deste segmento: empregabilidade. Para desenvolver a sua plataforma, uma espécie de LinkedIn para o público gamer, a empresa acabou de receber um aporte de US$ 750 mil (R$ 4 milhões). A rodada foi liderada pela Airborne Ventures e OTF Capital, venture builder especialista em e-sports, além de um grupo de investidores anjo e advisors da FGV, o GVAngels. Com o aporte, a empresa quer acelerar o desenvolvimento de sua solução, se tornando um ecossistema de relacionamento entre players, criadores e outros profissionais dentro do ramo.

Assine aqui a nossa newsletter. Não gosta de e-mail? Siga aqui no Linkedin! Se prefere escutar as notícias, assine aqui o MorseCast.

Continue Reading
300x250

Posts recentes

Categorias

Trending

Copyright © 2021 Morse News