Ghost Interview

Presidente e CMO da Salesforce

Conheça Sarah Franklin

Published

on

Sarah Franklin é presidente e CMO global da Salesforce onde atua há mais de 10 anos. A carreira de Sarah abrangeu grandes empresas para startups desconexas. Ela é especialista em trazer tecnologias e tendências emergentes para o mercado e possui uma combinação única de conhecimento técnico e perspicácia nos negócios. Sarah é graduada em engenharia química e bioquímica pelo Virginia Polytechnic Institute and State University. Sarah liderou as iniciativas de desenvolvimento da Salesforce com foco na democratização da tecnologia. Ela é apaixonada por capacitar todos a buscar carreiras de sucesso em tecnologia e preencher as lacunas de habilidades e igualdade, tornando a tecnologia acessível a todos.

Ao longo de sua carreira, Sarah foi frequentemente uma das únicas mulheres em sua equipe. Testemunhar em primeira mão a incrível desigualdade de mulheres e minorias e  inspirou a ajudar a desencadear o movimento Trailblazer ao lançar o Trailhead, a plataforma de aprendizado on-line gamificada da Salesforce. Com o Trailhead, ela viu as pessoas transformarem suas carreiras de cabeleireiros, instrutores de dança de salsa e operários de fábrica a tecnólogos de sucesso. 


Você fez uma publicação no Twitter falando que quando você era mais jovem e tinha o sonho de trabalhar em uma empresa de tecnologia você recebeu 14 “não” das empresas. Na publicação você mencionou a importância de não desistir…Como isso te afeta hoje? Como você aprendeu a lidar com os “nãos”? 

Era muito interessante estar naquela idade… com toda aquela rejeição. E eu me perguntava: “O que as outras pessoas estão sentindo quando têm essa rejeição e como elas continuam?” E para mim, “não” é um dos melhores motivadores porque eu fico tipo, “Ok, vou provar a você que posso!”. 

E sabe…as mulheres são criadas de forma diferente. Quero dizer, fui criada apenas para falar quando falado. [Disseram-me:] “Se você não tem nada de bom para dizer, não diga nada” e “não há nada que um sorriso não resolva…”. Os homens são criados de maneira muito diferente. Então, quando nos dizem “não”, recuamos e pensamos: “Oh, não temos permissão. Eu não deveria desafiar. Eu não deveria tentar novamente”. E isso é algo em que temos que nos treinar novamente.

(MSNBC – 2021

Quais aprendizados de sua experiência em tecnologia e engenharia emergentes você acha que o colocam em uma boa posição para ser CMO da Salesforce?

Minha experiência na gestão da plataforma me preparou bem para ser um CMO porque tenho conhecimento do negócio desde a distribuição até o produto e marketing. Isso o torna um líder mais empático com os objetivos dos diferentes grupos da organização. Também tenho essa familiaridade com nossos produtos e clientes e como eles os estão usando, bem como conexões com os grupos. Isso me permite compartilhar feedback sobre o que está funcionando ou não com nossos produtos, movimentos de entrada no mercado, embalagens e preços – essas são as coisas que me ajudam a ser um líder de marketing melhor.

(CMO.com – 2021

Como você descreveria o que enfrentou ao entrar como CMO durante a pandemia em termos de oportunidades e desafios, esperados e inesperados?

Assumi a função de CMO com mentalidade de inovação. Assumir uma nova função durante a pandemia foi uma tarefa como nenhuma outra, onde você está trabalhando com uma nova equipe, trazendo uma nova visão e trabalhando em um novo mundo.

Acredito que nunca houve um momento tão importante para esse papel de profissional de marketing e CMO. Estávamos na vanguarda de como nossas empresas estão respondendo aos clientes e funcionários. Eu queria me apoiar em nossa resiliência, inspiração mútua e de nossos clientes e mentalidade de inovação. É assim que a equipe se uniu – ser melhor juntos, mais fortes juntos e inovar juntos para nossos clientes e funcionários.

(MSNBC – 2021

Qual a sua visão geral sobre o papel do marketing e CMOs no segmento da tecnologia? 

À medida que a função de marketing se torna cada vez mais dependente de dados e tecnologia – e responsável por impulsionar o crescimento – os CMOs podem se encontrar em uma posição única para facilitar a colaboração C-suite. Como geralmente possuem habilidades comerciais e técnicas, eles podem ajudar suas organizações a enfrentar desafios com uma abordagem multidisciplinar. 

(The Wall Street Journal – 2022

Na sua visão, o que significa transparência? É conteúdo confiável, personalização ou como você demonstra transparência no uso de dados?

É tudo o que foi dito acima. Trata-se de garantir que o conteúdo seja respeitável e confiável. A maneira como você interage com o conteúdo e a assinatura também garante que os dados sejam confiáveis. Capacitamos os clientes a controlar seus dados com consentimento gerenciado e proativo. E é através da conformidade.

Outro exemplo para o Dreamforce deste ano foi a criação do Dreampass para a experiência pessoal. Os protocolos que tínhamos em vigor incluíam verificação de vacinas, testes pré-evento e sequenciais, além de testes diários no local. Todas essas informações altamente confidenciais precisam estar em conformidade com os regulamentos da Hippo, além dos governos locais e como os dados são aplicados, incluindo a UE e os EUA. Portanto, a confiança está no centro e incorporada em como abordamos isso.

(CMO.com – 2021

E você menciona sempre a importância da transparência no papel dos CMOs… Pode explicar para a gente na prática? 

Os CMOs desempenham um papel fundamental no estabelecimento de confiança com as partes interessadas internas e externas. Conquistar a confiança de clientes, funcionários, parceiros — de todos — nunca foi tão importante. Você o constrói por meio de transparência e comunicação, e estando presente quando é importante. Você também constrói confiança em momentos em que as coisas não correm perfeitamente e você diz: ‘Vou ser humilde e responsável e contar o que aconteceu, e vou aprender com isso.’”

(The Wall Street Journal – 2022

A Salesforce está colocando maior ênfase na confiança e na comunidade em suas mensagens e abordagem. Como a marca ganha credibilidade para fazer isso e orquestrar esse tipo de engajamento?

A confiança é o nosso valor mais importante e colocamos isso no centro de tudo o que fazemos. Saúde e segurança são uma prioridade, porque é assim que construímos confiança. É mais caro e operacionalmente difícil executar eventos dessa maneira e não há manual de como fazê-lo. Tivemos que inventar a tecnologia para nos ajudar a fazer as coisas dessa maneira. Mas toda vez, nós abraçamos isso. Isso porque queremos ganhar e construir a confiança de nossos clientes e comunidades.

(CMO.com – 2021

O que os CMOs precisam ter consigo para construir estratégias eficientes e atuar no momento que estamos vivendo? 

Os CMOs são a cola que une tudo. Você precisa da pilha de martech moderna – uma estratégia de dados próprios, personalização e engajamento em escala – mas também o senso comercial para informar sua estratégia e movimentos de entrada no mercado. Tudo isso, junto com uma mentalidade criativa – essa é a combinação mágica para os CMOs modernos de hoje.

(The Wall Street Journal – 2022

E quais são suas dicas para os CMOs iniciantes? 

Para os CMOs que são novos na função, enfatizo a importância de adotar a mentalidade de iniciante e executar de acordo com as prioridades. Você quer dizer ‘sim’ para tudo, mas é importante focar seu tempo no que você precisa aprender, como ajudar melhor sua equipe e como ser mais impactante. Precisamos ocasionalmente dizer ‘não’ e preservar o tempo e o espaço para pensar de forma crítica e criativa.

(The Wall Street Journal – 2022

Onde você está pessoalmente defendendo as iniciativas ESG como presidente e líder?

Sou uma grande defensora da democratização da educação e de torná-la acessível a pessoas de todas as esferas da vida para seguir carreiras em tecnologia. Essas carreiras podem mudar a vida e criar riqueza geracional para pessoas que não achavam que essas oportunidades eram para elas. Você vê pessoas que eram operárias de fábrica, caixas, motoristas de Uber, cabeleireiros agora se tornando tecnólogos, criadores de aplicativos móveis e motoristas de processos. É incrível ver essa oportunidade.

Nos EUA, temos um grande problema com os custos da educação em comparação com os resultados que você obtém ao pagar por um diploma. Isso é algo em que todos devem ter a oportunidade de aprender essas habilidades necessárias para criar empregos. Seja fazendo lobby por caminhos alternativos para o credenciamento ou construindo o Trailhead, plataforma de aprendizado on-line gamificada da Salesforce. A educação é algo muito importante para mim.

Depois, há mulheres na tecnologia. O marketing está se tornando muito mais orientado por dados, técnico, automatizado e integrado. Para ser um profissional de marketing moderno, você precisa entender de tecnologia. essa é uma maneira incrível de o marketing, uma demografia mais representativa, ser mais franco na área de tecnologia e mais representativo e ajudar a promover mais diversidade nesse setor. Na Salesforce, temos uma participação representativa entre as pessoas que constroem nossos produtos, o que é muito mais representativo do que a própria indústria de tecnologia, porque criamos esse senso de inclusão e pertencimento ao ecossistema Salesforce. 

(CMO.com – 2021

Continue Reading

Trending

Copyright © 2021 Morse News