Ghost Interview

O cara certo

Conheça Dara Khosrowshahi, atual CEO do Uber, que teve como missão limpar a imagem da empresa

Published

on

Antes de se tornar CEO da Uber em 2017, Dara Khosrowshahi já era um dos CEOs mais bem pagos dos Estados Unidos durante seu mandato na Expedia Group, uma empresa que possui vários agregadores de tarifas de viagens onde quadruplicou resultados e estendeu a presença da marca para mais de 60 países. Hoje ele é membro do conselho de administração da BET.com e Hoteis.com e atuou anteriormente no conselho da The New York Times Company. Em 2017 Dara tornou-se o CEO da Uber , sucedendo ao fundador Travis Kalanick. A principal tarefa de Khosrowshahi era limpar a imagem de uma empresa que se tornou uma das mais desprezadas do país, em parte devido a revelações sobre a cultura corporativa da Uber. 

Ele substituiu os 14 valores antes invioláveis ​​de Kalanick, que continham itens como “super bombeado” e “sempre seja rápido”, por oito valores focados na “obsessão do cliente”. Em todas as suas aparições públicas após assumir o cargo, Khosrowshahi enfatizou a mensagem: “Fazemos a coisa certa. Ponto final”. Em maio de 2019, Khosrowshahi liderou a Uber em sua oferta pública inicial , que ele abordou com os funcionários em uma carta para toda a empresa. Neste último mês, Dara disse que a empresa é “resistente à recessão” e não vê necessidade de cortes de empregos, mesmo com a volatilidade do mercado e a perspectiva de uma recessão global pairando sobre as empresas de tecnologia. Para falar sobre sua jornada, Dara é o nosso convidado do Ghost de hoje 🙂 

A Uber tem trabalhado “nos bastidores” nos últimos cinco anos “construindo os conjuntos de ferramentas” e recursos para ajudar a melhorar a experiência de saúde dos pacientes. Como isso está sendo feito? 

A Uber expandiu seus relacionamentos com seguradoras de saúde, sistemas de provedores de saúde e empresas que trabalham com redes de drogarias na entrega de receitas. A saúde precisa ser omnicanal! Essencialmente, nossa missão é ajudar as pessoas a irem a qualquer lugar e conseguirem qualquer coisa. Podemos ajudar pessoas e sistemas essencialmente a se arquitetarem para que os pacientes possam buscar ajuda.

Na Uber estamos atendendo inscritos de seguradoras de saúde como a Centene, por exemplo, que rastreia seus membros do plano de saúde Medicaid que têm problemas para obter acesso a prestadores de serviços de saúde. O Centene pode inscrever esses pacientes em programas que tenham o caminho necessário para que o atendimento ao paciente seja aproveitado por meio do Uber. 

(Entrevista Forbes – 2021

Isso se aplica a uma população mais ampla? 

Do ponto de vista da Uber, estamos participando e disponibilizando a prestação de serviços de saúde para um segmento mais amplo da população. . . É realmente o papel que podemos desempenhar. Mas temos que fazer isso em parceria muito próxima com a indústria também. Contanto que otimizemos a experiência de acesso aos benefícios de saúde tanto para pacientes individuais quanto para os gerentes de caso, a fim de atender a uma população mais ampla, achamos que estamos fazendo nossa parte! 

(Entrevista Forbes – 2021

O que a Uber está fazendo para lidar com o momento atual da gasolina? 

O sinal na rua é que as coisas estão realmente fortes e os gastos com serviços continuam bastante robustos. A oferta de motoristas aumentou 78% em maio em relação ao ano anterior, mas a empresa estenderá uma sobretaxa de combustível nas corridas em um esforço para aliviar o fardo dos altos preços da gasolina no salário líquido dos motoristas. 

(Entrevista Bloomberg – Junho 2022)

Como você analisa o mercado no momento e os próximos meses?

À medida que vemos nossas sessões aumentando, a demanda aumentando e a oferta aumentando, essencialmente o mercado começará a se equilibrar. Você verá menos aumento e deverá ver os preços moderados.

(Entrevista Bloomberg – Junho 2022)

Vocês tiveram alguns desafios em maio, como a empresa se posicionou na busca de mais eficiência e controle dos gastos?

Os gastos menos eficientes com marketing e incentivo foram retirados. Tratamos a contratação como um privilégio e  fomos deliberados sobre quando e onde adicionamos o número de funcionários. Nos tornamos ainda mais rígidos em relação aos custos em geral. Este próximo período será diferente e exigirá uma abordagem diferente. Em alguns lugares, teremos que recuar para correr à frente. Com certeza teremos que fazer mais com menos. Isso não será fácil, mas será épico! 

(Entrevista Fortune – Maio de 2022)

A era dos gênios idiotas mercuriais está voltando?

Eu não acho que os investidores necessariamente os amam de uma forma ou de outra. Acho que a imprensa sim e a esfera do Twitter sim. Mas acho que os investidores gostam de retornos. A cultura tóxica de Travis se foi. Meu objetivo na vida não é construir a empresa mais sexy, é construir a melhor empresa.

(The New York Times – 2021

Qual foi o impacto do covid-19 e como vocês reagiram? 

Quando o coronavírus chegou, recuamos de forma bastante agressiva. Saímos de alguns negócios. Há certos momentos em que você deve ser conservador. E há certos momentos em que você vai para isso. Não teve tempo suficiente para ficar deprimido ou sentir pena. Mas enquanto eu tentava descobrir se a empresa poderia sobreviver perdendo, descobrimos um vislumbre se movendo rapidamente, que era a Uber Eats. 

(The New York Times – 2021

Travis, o fundador e antigo CEO era um executivo bem polêmico e  prejudicou seu início da empresa, como era a relação de vocês? Como foi esse processo?

Eu não sei o que Travis estava fazendo. Honestamente, eu não gastei muito tempo descobrindo isso. Comigo, ele geralmente era útil. Então ele saiu. Ele se separou da empresa, e acho que foi uma boa coisa a se fazer. Eu tive que ser mais forte…Eu posso imaginar como doeu, porque ele construiu a empresa. Não estou necessariamente defendendo ele, mas entendo como foi difícil para ele. Esta era a vida dele. 

(The New York Times – 2021

Como você vê os novos modelos de trabalho onde empresas adotam o modelo híbrido ou totalmente virtual? Como é na Uber? 

Como o Uber é uma combinação do mundo virtual e do mundo real – “o mundo real que dá um soco na cara o tempo todo com sua imprevisibilidade” – seus desafios tecnológicos são diferentes de um site para encomendar filmes. A tecnologia que precisa ser construída para que esse hambúrguer apareça em 30 minutos, garantido, é espetacular. Se existe um codificador genial que é mais feliz codificando do Colorado e pode vir ao escritório de vez em quando para conhecer seus colegas, é legal.

(The New York Times – 2021

Qual é o seu sonho no momento em relação a Uber? 

Neste momento, sonho em apertar um botão e receber um piano em sua casa em uma hora e meia [Risos] Acho que seria muito legal! Continuaremos trabalhando no go-and-get. Onde quer que você vá, qualquer coisa que você queira, como você quiser, nós estaremos lá para você.

(The New York Times – 2021

Continue Reading
300x250

Posts recentes

Categorias

Trending

Copyright © 2021 Morse News