News

A queda dos fundos & o Nubank no mundo das criptos

Softbank tem prejuízo de US$13 bilhões, Apple deixa de ser a mais valiosa do mundo e Musk suspende compra do Twitter temporariamente.

Published

on

/What’s Up?
O que agitou os últimos dias em nosso mercado

01/ Softbank tem prejuízo de US$ 13,2 bilhões no ano fiscal

A Softbank contabilizou um prejuízo de US$ 13,2 bilhões no ano fiscal encerrado em março deste ano. A empresa também apontou no balanço que seus dois fundos de investimento – Vision 1 e 2 – tiveram perdas de US$ 27 bilhões, alegando que diversas das investidas tiveram dificuldades no cenário de inflação, riscos de novos lockdowns na China e o enfraquecimento do mercado de equity global. Vale lembrar que no início do ano o grupo perdeu um de seus principais executivos, Marcelo Claure, que foi responsável pelo resgate de negócios do Softbank que passavam por desafios como a operadora de telefonia Spring e o WeWork, e também montou toda a operação do fundo na América Latina.

02/ Tiger Global perde 70% do que acumulou em 21 anos

Não é só a Softbank! O flagship de hedge fund do fundo Tiger Global vive dias de horror com a fuga dos investidores de papéis de tecnologia na bolsa. A firma perdeu US$ 17 bilhões nos quatro primeiros meses deste ano – quase dois terços do que acumulou desde 2001. A queda acompanha a aversão de investidores ao risco de empresas de tecnologia na bolsa norte-americana. 

03/ Apple anuncia fim do iPod

Depois de mais de 20 anos, a Apple anunciou na última semana o fim da produção de novos iPods. O aparelho que revolucionou a maneira de consumir música no começo dos anos 2000 se tornou obsoleto com a chegada dos streamings e o fortalecimento dos smartphones. Segundo o vice-presidente de marketing da Apple, o espírito do iPod vive em todos os seus dispositivos que tocam música, como iPhone, iPad e HomePod Mini.

04/ Nubank entra no mercado de criptomoedas e oferecerá bitcoin e ethereum

O Nubank começou a disponibilizar transações com bitcoin e ethereum para seus clientes, que poderão fazer investimentos a partir de R$ 1. O novo produto é operacionalizado em parceria com a Paxos, provedora de infraestrutura de blockchain, que atua como corretora e realiza a custódia das criptomoedas no aplicativo do Nubank. A novidade será implementada de forma gradual e deve estar disponível para toda a base do banco até o final de junho de 2022.

05/ CEO do Twitter demite altos executivos e congela contratações

A equipe de Parag Agrawal, atual CEO do Twitter, confirmou as demissões e o congelamento com o objetivo de reduzir custos. Em um memorando, o executivo afirma que no início de 2020 foi tomada a decisão de investir agressivamente para entregar um crescimento acelerado em audiência e receita e, como empresa, não atingiram marcos que permitissem confiança nesses objetivos. Seria esse um exemplo prático de OQR? Segundo relatos dos executivos, Agrawal afirmou que levaria a equipe em uma direção diferente. 

06/ Apple deixa de ser a empresa mais valiosa do mundo

A Apple perdeu o título de empresa mais valiosa do mundo, posição ocupada agora pela petrolífera Saudi Aramco. A mudança se deve pelo aumento recente nos preços de petróleo, que impulsionaram os valores das ações da Aramco em 27% somente em 2022. Dessa forma, a empresa atingiu o valor de 2,43 trilhões de dólares. Já a Apple teve caminho inverso. Suas ações caíram 17% desde janeiro graças ao impacto sofrido em sua cadeia de logística com os confinamentos causados pela covid-19 na China recentemente. A empresa criada por Steve Jobs vale agora 2,37 trilhões de dólares.


/Following Up
Aquelas notícias que merecem um retorno 

07/ O pitch deck de Musk espera que o Twitter tenha 931 milhões de usuários ativos até 2028

O The New York Times publicou na última semana uma reportagem sobre o pitch deck de Musk para investidores. Segundo o pitch, a meta de Musk para usuários ativos até 2028 é de 931 milhões. Os resultados do primeiro trimestre de 2022 da empresa sugerem que ela possui 229 milhões de usuários ativos diários (DAUs), com um crescimento de 15,9% ano a ano. Mesmo que essa taxa de crescimento continue, o Twitter atingirá apenas 550 milhões de usuários até 2028. A empresa terá que aumentar sua base de usuários a uma taxa anual de 26% ano a ano a partir de agora para atingir a marca de 931 milhões. 

08/ Pegadinha do Malandro: Musk suspende compra do Twitter “temporariamente”

O bilionário tuitou na manhã de sexta-feira (13) que está suspendendo “temporariamente” sua oferta para comprar o Twitter. Segundo uma publicação em seu perfil no Twitter, antes de avançar com o acordo, ele aguarda a entrega de cálculos detalhados que confirmem, de fato, que as contas falsas e spams na rede social representam menos de 5% dos usuários da plataforma, conforme estimativa feita pela rede no início deste mês. Quando anunciou a aquisição da rede social, com a promessa de tornar o Twitter mais aberto à liberdade de expressão, Musk se comprometeu a derrotar os bots de spam e purgar as contas falsas.

09/ Netflix pretende implementar anúncios na plataforma ainda em 2022

Aqui no Morse já comentamos sobre as movimentações da Netflix de criar um serviço de streaming mais barato subsidiado por anúncios, e agora há uma previsão de lançamento! A decisão da empresa foi enviada aos funcionários da plataforma em um memorando na última terça-feira, e os executivos pretendem lançar a nova modalidade no último quarter de 2022. Quer saber mais sobre essas novas estratégias e alternativas de monetização? Já detalhamos bem esse assunto aqui.

10/ Airbnb muda e introduz categorias e novas formas de se hospedar

O serviço de hospedagem Airbnb atualizou o aplicativo com importantes novidades para os viajantes, principalmente os que precisam de longas estadias e mais proteção. A primeira mudança está logo na página inicial da plataforma: as novas categorias, que permitem uma busca por tipo de acomodação em vez do local. O novo design foi pensado para ajudar o hóspede a explorar o mundo mais facilmente, com a descoberta de lugares jamais cogitados. Esse é mais um movimento do Airbnb que busca atender as demandas dos nômades digitais, algo que já comentamos pelo Morse aqui


/Coming Up
Radar do Morse sobre novas tendências, produtos e serviços

11/ Google revela novos avanços no Maps, ferramentas de compras e insights de pesquisa na I/O 2022

O Google compartilhou no evento I/O 2022 a visualização de vários novos recursos e ferramentas de Pesquisa, Maps, Anúncios, entre outros. Uma grande novidade é o recurso Maps mais imersivo, que mescla Street View e imagens aéreas para criar um modelo digital mais abrangente e interativo do mundo. Outras atualizações permitirão que os usuários experimentem a aparência de um restaurante ou local popular. Na frente de anúncios, a empresa anunciou um novo painel de controle, que permitirá aos usuários controlar como suas experiências de anúncios são personalizadas nos aplicativos e sites do Google. Entre outras funcionalidades, o Google também anunciou que está tornando mais fácil para as pessoas removerem resultados de pesquisa sobre elas que incluem informações pessoais.


12/ 
TikTok anuncia parceria de dados com Foursquare para fornecer informações sobre visitas à lojas físicas Nos EUA e Canadá

Conectar o desempenho de anúncios digitais às visitas físicas em lojas sempre foi um desafio importante para as plataformas de mídia digital, e o TikTok está testando uma nova opção nessa frente, por meio de uma parceria com o Foursquare, que permitirá que os anunciantes do TikTok nos EUA e no Canadá utilizem o Foursquare Attribution para quantificar melhor a eficácia de suas campanhas para atrair pessoas para as lojas. De acordo com a rede social,  os anunciantes poderão entender a eficácia de seu plano de mídia no TikTok e descobrir novos insights para otimizar campanhas, vinculando seu investimento no TikTok às visitas do mundo real em seus locais de negócios. Aqui no Brasil a Hands Mobile tem diversas soluções e cases de Ativações e Insights de Mídia Digital e Store Visits.

13/ Magalu cria sua fintech e lança empréstimo pessoal e cartão para lojistas

Depois de comprar as fintechs Bit55, Stoq e Hub Fintech, a Magalu juntou os negócios debaixo de um único guarda-chuva que reúne adquirência, serviços financeiros, banco como serviço e crédito. A Fintech Magalu também vai agregar a Luizacred, o braço de serviços financeiros do grupo, criado há 20 anos. A operação nasce como umas das 10 maiores fintechs do Brasil, somando 16 milhões de clientes, 9 milhões de contas digitais, além de 7 milhões de cartões de crédito. Em 2021, o volume total de transações processadas passou de R$ 65 bilhões.


/Gaming Up
Tendências, dados e notícias sobre o universo gamer para marcas. Projeto em parceria com a TripleA.Games

14/ Irreverent Labs confirma rodada de US$ 40 milhões financiada por Andreessen Horowitz e outros

A Irreverent Labs confirmou que levantou US$ 40 milhões para aumentar ainda mais seus esforços para criar o MechaFightClub, um jogo de briga de galos robôs que usa tokens não fungíveis (NFTs). Quem liderou a rodada foi Andreessen Horowitz com outros investidores, incluindo a criptomoeda blockchain Solana. 

15/ Hulu faz parceria com Xbox para trazer jogos grátis para PC gamers em um pacote

Hulu e Xbox anunciaram um acordo de parceria que dá aos assinantes existentes do Hulu nos EUA três meses grátis de PC Game Pass como parte da iniciativa Hulu “Friends with Benefits”. A mudança para atingir os jogadores segue a entrada da Netflix no mercado de jogos, que fez uma série de jogos para celular sem anúncios como parte de seu serviço de assinatura.

16/ Produtora mineira de games Rogue Snail lança RPG em parceria com Netflix

A produtora brasileira de videogames Rogue Snail lançou na semana passada o jogo “Relic Hunters: Rebels” em parceria exclusiva com a Netflix, marcando  sua entrada no mercado de jogos para dispositivos móveis da gigante do streaming. O presidente-executivo afirmou que a Netflix procurou a empresa com interesse de investir em produções regionais, assim como ocorre nos filmes e séries originais de seu catálogo.

17/ Play Store abre espaço para mais divulgação e venda de apps mais baratos

Durante o Google I/O, na última semana, foram anunciadas grandes novidades para a Play Store!  A loja de apps nativa do Android acirra a disputa com a Apple ao dar mais espaço para divulgação de programas, com páginas personalizadas de produtos, canais para divulgação de eventos temporários e mais uma alternativa de assinatura para que serviços alcancem consumidores de mercados emergentes. Os chamados “LiveOps” permitem que desenvolvedores publiquem conteúdo relacionado a eventos recentes de aplicativos (atualizações, promoções temporárias, lançamentos e mais) na loja, com a intenção de promover o software e angariar downloads.


/Fighting Up
Big Techs, big responsabilities and bigger problems

18/ Match Group, proprietário do Tinder, processa o Google alegando violações antitruste

O processo diz respeito a uma política do Google sobre compras no aplicativo que acabaria exigindo que todos os desenvolvedores do Android processassem pagamentos envolvendo “bens e serviços digitais” por meio do sistema de cobrança da Play Store. A Match alega que o Google “garantiu previamente” à empresa que poderia usar seus próprios sistemas de pagamentos, contudo, afirmou que a empresa ameaçou remover seus aplicativos da Play Store se não cumprir a próxima mudança de política. Match afirma ainda que o Google começou a rejeitar preventivamente atualizações de aplicativos que mantêm os sistemas de pagamento existentes encontrados em seus serviços de namoro.

19/ Apple e Google rebatem possível monopólio na Austrália

Após a Comissão Australiana da Concorrência e do Consumidor apresentar uma proposta de regulação de lojas de apps, a Apple e outras empresas reagiram. A ideia publicada sugere a quebra da exclusividade da App Store e do Google Play, de modo a permitir lojas alternativas. Para a Apple, as reformas são baseadas em problemas hipotéticos, pouco claras e limitariam a inovação e a segurança dos produtos. O Google concordou e ainda afirmou que qualquer mudança na legislação deveria ser feita apenas se claramente for compensar algum problema existente, e não blindar outras empresas da competição.

20/ Ataque hacker custou quase R$ 1 bilhão à Americanas

O balanço trimestral da Americanas mostrou o custo do ataque hacker sofrido pela companhia em fevereiro, quando os sistemas travaram por quase cinco dias e não era possível fazer compras no e-commerce. A varejista perdeu em vendas R$ 923 milhões por conta da paralisação de seus sites e aplicativos. A empresa afirmou que, após a retomada da operação dos sites e apps, o fluxo de compradores cresceu rapidamente, sinalizando a força dos canais.


/Cashing Up
Deals que movimentaram o mercado

21/ App Grindr chega à Nyse em fusão com SPAC

O Grindr, maior app de paquera LGBTQIA+ do mundo, vai se tornar uma companhia listada na Nyse por meio de uma fusão com a SPAC Tiga. O app foi avaliado em US$ 1,6 bilhão e a empresa combinada tem valor estimado em US$ 2,1 bilhões. O capital deve ser usado para reduzir dívida e financiar crescimento.

22/ Exchange de criptomoedas KuCoin levanta fundos com avaliação de US$ 10 bilhões

A empresa com sede em Seychelles disse que levantou US$ 150 milhões em uma rodada de financiamento pré-Série B liderada pela Jump Crypto. A Circle Ventures, a IDG Capital e a Matrix Partners também participaram da nova rodada. A plataforma de quatro anos está avaliada em US$ 10 bilhões na nova rodada, acima dos US$ 100 milhões após sua Série A de US$ 20 milhões em novembro de 2018. 

23/ A Inflection AI, liderada pelos cofundadores do LinkedIn e DeepMind, arrecada US$ 225 milhões para transformar as interações computador-humano

A Inflection AI , a startup de aprendizado de máquina liderada pelo cofundador do LinkedIn Reid Hoffman e membro fundador da DeepMind Mustafa Suleyman, garantiu US$ 225 milhões em financiamento de capital. A fonte do capital ainda não está clara, mas a rodada maciça sugere forte confiança dos investidores em Suleyman, que atua como CEO da empresa.

24/  A Dock, empresa brasileira de infraestrutura fintech, fecha captação de US$ 110 milhões e agora é avaliada em mais de US$ 1,5 bilhão

A Dock opera uma plataforma de pagamentos full-stack e banco digital. A startup levantou US$ 110 milhões em uma rodada de financiamento de crescimento liderada pela Lightrock e Silver Lake Waterman, com sede no Reino Unido, elevando sua avaliação para mais de US$ 1,5 bilhão. Riverwood Capital, Viking Global Investors e Sunley House Capital também participaram do financiamento.

Para iniciar sua semana de maneira mais eficiente, confira 3 ferramentas para aumentar sua produtividade: 

Evernote: Software feito para a organização de informações por meio de um arquivo de notas. A plataforma permite criar e designar tarefas dentro de notas com prazos, sinalizadores e lembretes. 

Todoist: Organize o seu dia a dia do trabalho e da vida pessoal com o Todoist. Você cria listas e gerencia projetos em conjunto, entende o andamento, consegue criar sistemas automatizados para não fugir do prazo. E melhor: tudo isso numa interface gráfica simples de usar.

IFTTT: Software de integração de dados, que ajuda a automação de diversas áreas, desde as atividades de casa, até fintechs e empresas de energia a conectar os aplicativos a outros dispositivos. 

No Digitaliza.ai você encontra as melhores soluções digitais para sua rotina e negócio!

Continue Reading
300x250

Posts recentes

Categorias

Trending

Copyright © 2021 Morse News