Betting Up

PayPal pode comprar Pinterest & Kwai entra em ads

PayPal pode comprar Pinterest; Kwaii entra em ads e mais: mudanças no Facebook e o investimento milionário da RockContent. Leia aqui!

Published

on

/What’s Up?
O que agitou os últimos dias em nosso mercado

01/ A nova rede social onde menos é mais
Já conhece o Minus? Uma rede social que está dando o que falar por causa de um pequeno detalhe: cada usuário tem apenas 100 posts. Para a vida. Sim, todo mundo que se cadastra na Minus só tem acesso a postagem de 100 textos ou imagens, e, boom, cabou. Criada por Ben Grosser, a rede é quase que uma resposta aos nossos feeds de rolagem infinita – e a uma parte da nossa cultura onde o algoritmo determina que todos precisam postar o tempo todo para continuarem relevantes.


02/ PayPal pode comprar Pinterest
E operação pode chegar a US$ 40 bilhões. De acordo com a CNBC, as conversas entre o PayPal e o Pinterest já estão perto de serem concluídas e o acordo avalia as ações da rede social em US$ 70 (atualmente, ela varia próximo de US$ 55). O Pinterest tem sido cada vez mais pressionado para se transformar numa plataforma de comércio. Do lado do PayPal, a pressão é para que ele entre no mundo do conteúdo e do social Commerce, crescendo num espaço que outras Big Techs estão apostando. Vale lembrar que o PayPal já foi uma subsidiária do eBay, de sua aquisição em 2002, até se tornar independente em 2015.


03/ Kwai lança plataforma de anúncios no Brasil chamada Kwai Business
A Kwai, concorrente do TikTok , acaba de lançar no Brasil a plataforma de anúncios Kwai for Business, que reúne recursos para empresas criarem e inserirem conteúdo patrocinado no app. Baseada no conceito one-stop-shop, a nova função oferece soluções de conteúdo e publicidade em uma única interface e um business center com serviços de inteligência para apoiar estrategicamente os parceiros comerciais na tomada de decisões e no acompanhamento dos resultados. Lembrando que não é à toa que a Kwai está olhando para essa região, já que o mercado chega a 45,4 milhões de usuários ativos mensais no país.


04/ RockContent recebe US$ 30 milhões em investimento da UnBox Capital
A gestora de investimento da família Trajano já era investidora da RockContent, mas liderou a nova rodada de aporte da startup mineira de marketing de conteúdo. Se juntaram a ela o BTG Pactual e a Crescera Capital. Com o dinheiro levantado, a RockContent projeta acelerar o crescimento no mercado externo. Atualmente, 60% da receita da companhia já vêm do Canadá e dos Estados Unidos.


/Following Up
Novidades dos assuntos que já temos acompanhado por aqui

05/ Google corta taxas para assinatura de apps na Play Store
A empresa seguiu o movimento da Apple e cortou de 30% para 15% as taxas cobradas em cima das assinaturas feitas em apps do Android. Aplicativos de categorias específicas como música e livros digitais poderão ter taxas ainda menores, chegando a 10%.


06/ SoftBank aumenta participação acionária no Banco Inter

A SoftBank, que já possui participação acionária no Banco Inter, comprou 4.491.600 ações e aumentou sua participação no banco brasileiro para 15,01%. Segundo o Inter, essa nova participação do SoftBank visa “estritamente investimento” e não tem interesse em alterar o controle acionário ou a estrutura administrativa do banco.


07/ Amazon lança delivery especial para negócios locais
Chamado Local Selling, o sistema vai funcionar para os vendedores de marketplace da Amazon e basicamente, servirá como um “drive thru” para os usuários. Os vendedores poderão optar por pedir para que os compradores que moram próximo à sua loja peguem a mercadoria ao vivo e a cores. Além disso, eles ainda poderão oferecer, via Amazon, uma taxa extra para montagem ou instalação dos produtos.

08/ Facebook lança AR para mensagens & mais ferramentas para criadores no Instagram
Semana passada foi cheia de anúncios de features dos produtos do Facebook. O WhatsApp, por exemplo, ganhou uma coleção para criar grupos de produtos dentro da função catálogo. O app de mensagem do Facebook agora tem features de realidade aumentada para chamadas em grupo, um teste do FB para o metaverso. A outra feature foi a de ferramentas para criadores se conectarem com marcas diretamente no Instagram a partir da expansão do programa de afiliados; o Insta também liberou um formato que dá chance de usuários criarem “correntes” nos stories.


/Coming Up
Radar do Morse sobre novas tendências, produtos e serviços

09/ Twitter compra app de chat em grupo Sphere
O aplicativo cria grupos de chat fechados e permite que os usuários busquem esses grupos pesquisando por assuntos específicos. Apesar do Twitter não ter informado quanto pagou no Sphere, o que se sabe é que o app tinha levantado um total de US$ 30 milhões em investimentos. Com o Sphere, o Twitter ganha mais uma forma de focar em criar comunidades para especialistas e a partir de temas, não de pessoas. Agora, para uma empresa que passou tanto tempo sem fazer aquisições, o Twitter anda bem agitado em 2021, não é?

10/ TikTok lança plataforma de ads para PMEs
O TikTok Ads Manager vai contar com orçamentos mais flexíveis e formatos mais simples do que o TikTok For Business, a atual plataforma de ads do app. O foco do aplicativo é dar ferramentas para que pequenas e médias empresas criem e gerenciem anúncios no TikTok. Sabemos que muitos pequenos empreendedores usam o TikTok como forma de divulgarem os seus trabalhos – e triplicarem as vendas de produtos. A gente se pergunta como ficará o tráfego orgânico para essas páginas….

11/ Spotify e Shopify fazem parceria e criam “lojinhas” para músicos
Não é apenas a Netflix que está criando sua loja para vender itens atrelados aos seus conteúdos. Sabe aquela barraca ou lojinha que tem em todo festival ou final de show, onde há camisetas, discos, canecas dos artistas? O Spotify resolveu trazer isso para o seu aplicativo. A partir de uma parceria com o Shopify (sim, a gente também notou como os nomes são parecidos e confundem rs), o app de streaming de música vai liberar que bandas, cantores e cantoras criem e gerenciem suas lojinhas virtuais dentro de suas páginas do Spotify. E, por ser digital, os produtos oferecidos podem incluir itens diferentes: além de camisetas ou acessórios, poderão vender conteúdos, como e-mails para fãs.


12/ XP une InfoMoney e Fliper em um único app: o IM+
Corretora juntou o conteúdo da InfoMoney com recursos voltados para investidores, como a consolidação de carteira e educação financeira. O InfoMoney Plus tem projeto de ser a “one stop shop” do pequeno investidor brasileiro. O app da Fliper e o app da InfoMoney irão se tornar o IM+, mas o site da InfoMoney seguirá existindo. Com o movimento, a XP espera chegar a 2,5 milhões de usuários no aplicativo até o final de 2022.

13/ Roblox fará festival de música dentro do game
Se a buzzword da vez é o tal do metaverso, que tal falar de uma empresa que já tem o seu montado e rodando? O Roblox fez parceria com a promotora de eventos Insomniac para criar festivais de música eletrônica dentro da plataforma de games. Juntas, as empresas querem criar “o maior festival de música eletrônica do planeta”.


/Betting Up
Notícias que não saíram mas que, por nossas análises, apostamos que devem acontecer em breve

14/ Head of No Code Solutions
O assunto “no code” não é novidade por aqui, e já falamos muito sobre como se tornou importante para profissionais liberais e PMEs no processo recente de aceleração da digitalização. Porém, não são apenas os pequenos que podem fazer uso dessa tendência. Algumas grandes empresas já olham para essas soluções como forma de ganhar agilidade e aliviar o backlog de suas áreas de tecnologia. Porém, é importante que isso seja feito com estratégia e gestão. Então, em breve acreditamos que empresas terão o seu Head de No Code Solutions, com objetivo de selecionar, homologar e gerenciar o uso destas soluções pelas diversas áreas de grandes empresas.


/Cashing Up
Deals que movimentam o mercado

15/ Brex chega a valuation de US$ 12,3 bilhões
Fintech de cartão de crédito corporativo está levantando US$ 300 milhões em uma nova rodada de investimento, e foi avaliada em US$ 12,3 bilhões. Só para vocês terem uma ideia, a fintech criada pelos brasileiros Pedro Franceschi e Henrique Dubugras, tinha sido avaliada em US$ 7,4 bilhões há menos de seis meses. Ah, temos Ghost com os fundadores da Brex? Temos Ghost com os fundadores da Brex. 

16/ Eletromidia adquire MOOHB por R$ 40 milhões
A MOOHB é a concessionária de mobiliário urbano de Campinas. Assim, a companhia de OOH pode explorar a mídia nos abrigos de ônibus da cidade paulista. Se o número de R$ 40 milhões te chamou atenção, saiba que a MOOHB tem 605 faces publicitárias e impacta cerca de 500 mil pessoas por dia. 


17/ Gupy compra Niduu pensando em expandir soluções corporativas
A Gupy, empresa de tecnologia de RH, adquiriu a startup de educação corporativa Niduu. Os valores envolvidos não foram divulgados, mas as empresas estão integrando seus processos para trazer mais inovação para o setor de recursos humanos. Na busca de treinamento e requalificação de trabalhadores, a Gupy irá expandir sua gama de serviços para clientes corporativos.

Continue Reading
300x250

Posts recentes

Categorias

Trending

Copyright © 2021 Morse News